segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Mares de solidão

Hoje me vi sentado na cama. Me imaginei nos
mares malditos da solidão. O dia estava cinza.
O vento de salitre cortava minha boca, mas
eu não sentia a dor, somente sentia o sal. Gosto
de fracasso e carencia. Andei pela areia fofa.
Estava de sapatos, mas meus pes se encontravam
com aquela terra feitas de sonhos rachados.
Esmagados sob meus pes, eu me arrastava.
Avistei um banco. Depositei minha carcaça
naquele local esquecido da realidade.
Ali sentado vi as ondas calmamente irem
e virem, num ritmo hipnotico. Permaneci
sentado naquele banco incontaveis eras.
Vi a terra voltar a era glacial, presenciei as
estrelas se apagarem pra sempre e pude ver
o sol susurrando sua ultima chama de calor, me
entregando para a escuridão eterna do espaço.
Permaneci imovel, na escuridão, na mais
repleta solidão...

sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Mau humor...

Todo dia, segundas antes de acordar, uma
loteria federal acontece na minha cabeça.
Mau humor ou bom humor? Estas são as escolhas.
Segundos antes da fatal afirmação, rolam-se
os dados da imposição de um dia.

quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Ventos vermelhos...

Vejo ventos vermelhos...
Rubros como sangue...
Passeiam sem estanque...
Por entre meus dedos...
-----------------------------
Vejo ventos vermelhos...
Soprando vida no meu corpo...
Permeiam minhas veias...
Sugam minha dor...
--------------------------------
Vejo ventos vermelhos...
Mensageiro de realidades...
Me traz o passado...
Leva-me para o futuro...
--------------------------------
Vejo ventos vermelhos...
Seu pai é o tempo...
Sua mãe é a terra...
A tempestade é sua vida...
-------------------------------
A brisa carmesim me corta...
Sangro sentimentos...
A dor dos sentidos me entorpece...
E assim desapareço vermelho...

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Homenagem ao Hulk

Todo mundo tem um "hulk" dentro de si
que espera a hora da explosão, da raiva insandecida,
da furia desgovernada, do odio corrosivo,
da colera destrutiva, da destruição cega.
Por isso digo:
HULK SMASH!!!

terça-feira, 23 de outubro de 2007

Hunting high and low

"Here I am
And within the reach of my hands
She sounds asleep and she's sweeter now
Than the wildest dream could have seen her
And I Watch her slipping away
But, I know I'll be hunting high and low
High
There's no end to the lengths I'll go to
Hunting high and low
High
There's no end to the lengths I'll go to
Find her again
Upon this my dreams are depending
Through the dark
I sense the pounding of her heart
Next to mine
She's the sweetest love I could find
So I guess I'll be hunting high and low
High
There's no end to the lengths I'll go to
High and Low
High
Do you know what it means to love you...
I'm hunting high and low
And now she's telling me she's got to
go away
I'll always be hunting high and low
Only for you
Watch me tearing myself to pieces
Hunting high and low
High
There's no end to the lengths I'll go to
Oh, for you I'll be hunting high and low"

domingo, 21 de outubro de 2007

Fetiches, diferenças e humanos

Fetiches e diferenças... o ser humano é feito
de varias caracteristicas, mas estas coisas são
primordias nas relações humanas. Por que falo isto?
Falo por experiencia propria e por observação.
Os seres humanos possuem uma subjetividade,
subjetividade essa que causa variações de gosto e
de personalidade. Logicamente essa caracteristica
do psicologico humano é importante e de alta
relevancia. Mas oque faz com que um ser humano
tenha um fetiche por pes (podolatra) e outro tenhas
fetiche por transar com pessoas mortas (necrofilia)??
Não sei ao certo, mas é um assunto interessante.
Todo humano possui potencial para ter varios fetiches
de diferentes estilos e tipos. Alguns deles são bem aceitos
na nossa moralista sociedade, como podolatria, ja citado.
Ja outros fetiches são considerados extremos, como o
sadomasoquismo, devido principalmente pela questão do
prazer pelo dor que é parte central deste fetiche.
A meu ver, o fetiche se "instala" no gosto da pessoa
atravez de experiencia real, vivida, ou de alguma situação
vista ou presenciada que marcou sua personalidade sexual.
A psicologia diz que experiencias traumaticas ou muito fortes
podem determinar certos fetiches, como tambem
o estruturamento do cerebro em seus estagios inicias.
Tambem existe uma questão de "link" entre caracteristicas
humanas e caracteristas de um material. Exemplo disto
é uma pessoa com uma pele "lustrosa", que pode remeter
a roupas de latex, que possuem a caracteristica indicada.
Depois de tais breves explicações de um leigo sobre
um assunto de alta importancia e aplicabilidade,
pergunto: Ja que todos os seres humanos possuem
diferenças de gosto e fetiches diversos, por que não aceitar
isso da forma que existe?? por que mudar o que se é??
As pessoas refutam seus fetiches e impedem que eles
venham a tona, por medo de se conhecerem melhor atraves
deles. Isso poda as pessoas e poda voce mesmo.
Uma grande coisa que pode ser aprendido com os fetiches
e com as diferenças é que alem de voce conhecer
a si mesmo, voce tambem pode atraves disto entender
as outras pessoas e suas caracteristicas.
Abraçar o que voce é a meu ver se torna uma trilha
de auto conhecimento e de entendimento da
sociedade que vivemos, com suas pessoas, que possuem
fetiches e gostos diferentes, que são tão humanas
como qualquer outra pessoa neste mundo azul.

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

War pigs


"Generals gathered in their masses
Just like witches at black masses
Evil minds that plot destruction
Sorcerers of deaths construction
In the fields the bodies burning
As the war machine keeps turning
Death and hatred to mankind
Poisoning their brainwashed minds,
oh lord yeah!
Politicians hide themselves away
They only started the war
Why should they go out to fight?
They leave that role to the poor
Time will tell on their power minds
Making war just for fun
Treating people just like pawns in chess
Wait till their judgement day comes, yeah!
Now in darkness, world stops turning
As the war machine keeps burning
No more war pigs of the power
Hand of God has sturck the hour
Day of judgement, God is calling
On their knees, the war pigs crawling
Begging mercy for their sins
Satan, laughing, spreads his wings
All right now!"

Homenagem aos anti-herois

Muitos tem um certo fascinio pelo heroi de capa,
estilo Super Homem,que tudo pode e tudo faz,
o bastião total da moral, bons costumes e
o famoso estilo americano de vida, seja ele la qual for.
Mas existe umtipo diferente de heroi, mais humano,
feito de carne e osso, com viciose defeitos de carater.
Esse tipo de heroi é chamado de anti heroi.
Por quefalar deste tipo de heroi?
Este tipo de heroi mostra realmente o que
o ser humano é e do que ele é capaz, se assim for necessario.
Depois destefalatorio, alguem da plateia "viva" perguntaria:
quem é o cara da foto? Este é o meu anti heroi preferido,
o Justiceiro. Personagem da editora Marvel,
ele é considerado um criminosos pelos herois "normais"
por mataros criminosos de forma brutal.
Justiça feita pelas proprias mãos, ja que o estado,
com suas forças de repressão (a policia, o sistema criminal)
estavam muito corrompidos pelo dinhero para
prender os assassinos da familia do Justiceiro.
Hoje em dia temos "justiceiros" por ai,
matando criminosos e assassinos,
achando que estão fazendo o
bem para ele e para todos. Muitos diram, matar é errado.
Mas sesua familia fosse morta ou sequestrada,
voce não faria o mesmo???

Tempestade Catarina

Existem epocas na vida de um homem em que ele precisa
de uma mulher para mudar sua vida de forma tempestiva.
Mulheres são como tempestades de raios na vida de um homem.
Elas possuem o poder de destruir tudo, mas são elas tambem
que trazem a energia necessaria prara as mudanças.
Catarina foi uma destas tempestades que assola meu mundo
chamado vida. Ela entrou da forma rapida e bombastica, como
um raio que sem misericordia destroça uma casa. Logo vi que
me deparava com algo fora do que eu estava acostumado.
Esta tempestade caotica se mostrava impulsiva em suas ações,
sem pensar no que causava em seu rastro. Mas ela tambem
possui seus momentos de ventania calma e brisa leve.
A chuva limpa que dela cai mudou muito o que sou hoje,
me limpando de conceitos velhos e dores passadas. Hoje
não mais consigo viver sem o amor, a amizade, o carinho,
a triteza, a impulsividade, a força caotica que esta tempestade
me mostra a cada vez que ela passei incolume no meu mundo.
Catarina, aqui esta minha homenagem a voce, minha grande amiga
que conheci nesta vida.
Minha tempestade...

quarta-feira, 17 de outubro de 2007

"A verdade é um produto"

"A verdade é um produto", ja dizia um filosofo bigodudo alemão
chamado Friedrich Nietzsche. Mas por que ele fez tal afirmação??
Por que realmente a verdade é produzida. Ela logicamente não sai
da linha de produção de uma mera industria cuspidora de carbono, ou
voce vai numa loja randomica no shopping e compra uma verdade
com varios modelos, estilos e opções de cor. O proprio conceito
de verdade ja é um tanto engraçado, se formos pensar que a mesma
é produzida. Mas quem produz??? Boa pergunta. As instituições de poder
de cada epoca é que produzem certas verdades. Por que durante muito
tempo se disse que o homossexualismo era uma doença?? Por que
alguem disse e fez com que pessoas acreditassem nisso, massificando
tal afirmação a tal ponto que se tornou verdade. No caso proposto
a igreja, é quem disse que o homossexual era um doente.
Outro exemplo é que a mulher é o sexo fragil. Quem afirmou
tal coisa?? a nossa sociedade majoritariamente machista, que aos
poucos vem se tornando igualitaria, mas ainda é um processo lento.
Em suma, a verdade que eu digo, que voce diz, que as instituições dizem
são, que tomamos como coisas irrefutaveis, foram ou estão sendo produzidas
a cada momento. Isso se aplica a tudo, desde a coisas que ja citei ate a
existencia de Deus (algo que eu particularmente não acredito).
Então viva sua verdade, mas saiba que ela pode não existir...

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Sonolência...

Dormimos enquanto a cidade está em plena atividade,
Aí então as coisas chatas e reais não nos atingem.
E é tão bom não ter o que fazer...
Não ter o que pensar...
Adoro o estado da Inércia...
É relaxante e um tanto quanto nauseante...
Eu sei que vc vive em atividade...
Mas é hora de dar um tempinho e simplesmente
ficar em stand by...
Ás vezes ficamos em um estado de sonolência
Mórbida...
E não enchergamos o incêndio a nossa frente...
Mas ás vezes nem o fósforo vimos, quem dirá um incêndio??
O que fazer??
Deixa pegar fogo...
Vamo dormir...
Mas não que possamos( ou precisemos) fechar os olhos
pra o que precisamos ver..
Isso seria negligência ou alienação...
É apenas o fato de cochilar um pouco...
Mesmo que a lógica do capital não permita...
O fato de dormimos de dia
já é burlar um sistema que insiste em
nos manter acordados para consumir...
pois bem, que o estado de sonolência seja momentêneo
mas que nunca deixe de existir...
Afinal até mesmo um movimento imparável
Precisa dormir um pouquinho...
Então...
Em resposta ao Wake up!:
ZZZZ...ZZZZ.....
(By AninhaMartinelli)

Realidades subjetivas

Realidade. Todos conhecem tal palavra e a usam com frequência.
Eu mesmo a uso de forma ate mesmo banal de certa maneira.
Mas o que vem a ser realidade??? Pergunta interessante... mas de
muito difícil resolução, quem dirá entendimento, mas ai esta a graça.
A realidade é aquilo que nos vemos, sentimos, tocamos e vivemos.
Após ler isso, logo alguém poderá dizer: "Então a realidade é simples"
Errado. A sua realidade é simples, pois você pode vela, mas pra mim
a sua realidade é complicada, pois eu não a vejo e a sinto.
Por esta lógica básica a realidade é diferenciada pra cada um de nós.
A realidade não é o que parece, ja diz o muro pichado do real.

segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Reiniciando...

Control, alt e delete... tais teclas quando apertada em unissono

fazem o sistema reiniciar e começar de novo, do zero.

Hoje mais uma vez apertei estas teclas e reiniciei o sistema,

mas não qualquer sistema de computador... reiniciei uma parte de mim

da minha vida pessoal, da area dos relacionamentos.

Reinicio tudo isso, para começar de novo...

sexta-feira, 5 de outubro de 2007

Furia Sanguinaria

Varios anos se passaram na vida e continuo nessa jornada
O tempo diz que as coisas do passado ja deveriam ter sido esquecidas
Mas possuo a maldição da memoria
Esta maldição me segue como caçador implacavel
que não descansa em sua luta contra mim
Ele sempre me lembra de caçadas passadas
De momentos de quase morte
A furia reacende no meu ser
Ela começa a queimar minha mente e minha alma como fosforo branco
Sinto o efeito corrosivo que meu sangue toma nas veias de carne
Meus musculos se enrijecem como aço recem forjado
Meus punhos travam como garras de um falcão
Meu coração se torna uma bomba atomica prestes a detonar
MAS... eu sempre retorno deste inferno...
Infelismente um dia esta bomba detonara, se eu não desativala
Luto por isso com a mesma força de vontade do caçador
que se apaga como uma ilusão de neblina...

Instinto...


A razão comanda minha vida...
Mas eu não nasci dela, desta concepção esteril...
Fui construido pelo instinto...
Esta sensação impulsiva e feral me moldou...
A união dos impulsos instintivos de duas pessoas...
Este choque me gerou...
Meu sangue que me esquenta é instinto...
O pulsar forte de adrenalina do meu coração é instinto...
Minha furia sedenta e colerica é instinto...
Meus desejos mais lascivos e libidinosos são instinto....
A estranha sensação de inquietude na alma é instinto...
Vivo por esta sensação de vida impulsiva...
Preciso liberar essa besta do meu corpo...
Preciso do beijo de sangue, alma e vento...

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

O homem de pedra

O homem de pedra. Quem ele é??? A pergunta é boa,
mas o melhor seria perguntar, do que ele é feito??
Este ser rochoso é feito de varias coisas:
Ele é feito de raiva endurecida durante anos de luta, mas
tambem é feito internamente de carinho e amor.
Seus ossos são de pura tristeza e dor, mas tambem de carinho
e de afeto pelo proximo. Seu coração é na verdade
uma bomba defeituosa de adrenalina, que esguicha vida e instinto
somente nos momentos mais duros e necessarios da vida. Sua pele é aspera
como a verdade, que protege ele das mentiras arremessadas contra ele.
Seus olhos profundos e pequenos são como poços de melancolia
e de desconfiança, mas que enchergam os verdadeiros amigos.
Em suma, esta criatura é de pedra por fora, pois assim ele foi criado, mas
por dentro ele é diferente. Somente os corajosos e bons podem ver atraves
das pedras para chegarem no nucleo que pulsa a lava da vida...