quinta-feira, 14 de abril de 2016

A minha escuridão


Hoje me vejo em uma situação inusitada
A minha própria escuridão me chama
Ela clama por uma atenção que nunca quis dar
Mas agora o seu poder é maior
"ME DE ATENÇÃO OU MORRERÁ ESQUECIDO!"

Eu sinto que não posso mais negligencia-la
Mas como aceitar e me banhar nela?
Como admitir que ela esta dentro de mim?
Será que irei sobreviver nas sombras do meu eu?
"NÃO PERGUNTES, SINTA E FAÇA!"

A razão não tem poder aqui
Somente os sentimentos podem me guiar
Confio meus passos até chegar
Na entrada da minha escuridão
"Venha, entre e se descubra"

Eu entro...

Um comentário:

Nina Mandim disse...

Fomos educados para ir sempre a caminho da 'luz'. "Procure seu lugar ao sol", é o que costumam dizer. O que nos leva até ouvir estas palavras é uma sucessão de críticas e agressões, sejam elas psicológicas ou físicas. A escuridão de todo mundo surge do 'não dito'. Surge daquele momento em que você sente, mas não tem coragem de dizer para não magoar, não machucar, não ferir. Logo você que já foi tão ferido... Então vem o 'não dito'. E dele a escuridão. Realmente, não existe razão nessa tal de escuridão, mas com o passar do tempo entendi que precisamos dela para encontrar o equilíbrio. Ninguém é 'solar' o tempo todo. Felicidade constante soa a insanidade. E tem momentos da vida que precisamos entender e conviver com nossa escuridão para que a caminhada rumo a 'luz' seja mais objetiva e sem tantas cobranças e 'não ditos'. Todo sentimento precisa ser de fato SENTIDO. Do contrário, fica difícil sair da escuridão.